POR QUE INVESTIR NO MERCADO DE SALGADOS?

POR QUE INVESTIR NO MERCADO DE SALGADOS É UM BOM NEGÓCIO?

Para se tornar um empreendedor no mercado de salgados e doces, não é necessário ter um investimento inicial muito alto. Além disso, os salgados vêm ganhando cada vez mais espaço no cardápio dos brasileiros por sua praticidade, facilidade de acesso e baixo custo se comparado a outros tipos de alimentos.

bralyx.com

Quem se torna empreendedor deste mercado possui um amplo leque de opções na hora da venda: padarias, buffets, bares, lanchonetes e restaurantes, festas no geral, além da possibilidade de trabalhar com delivery ou com pontos físicos (lojas, quiosques, food trucks) e também da ideia de montagem de kits-presente, kit festa e semelhantes.

Este é um mercado que está sempre em alta, mesmo em tempos de crise. O investimento em negócios de alimentação costuma ser garantido, mas há ressalvas: é preciso estar atento ao gerenciamento. Neste ramo, o controle do estoque e o cuidado com o armazenamento, por exemplo, são fundamentais. Como a base do trabalho é feita com produtos perecíveis, um descuido pode significar prejuízo.

O PERFIL DO EMPREENDEDOR BRASILEIRO

Corajoso e apaixonado, lutador e na maioria das vezes independente, o empreendedor brasileiro também é considerado um empreendedor maduro. Isso porque dados recentes mostram que a metade (50%) dos donos de negócios do país têm entre 35 e 54 anos. Os empreendedores entre 25 e 34 anos somam 19% do total e os mais jovens, entre 18 e 24 anos, são apenas 5%. O restante da porcentagem se divide entre empreendedores com até 17 anos (2%), com 55 a 64 anos (17%) e com 65 ou mais (7%).*

Nos últimos anos, a mulher vem ocupando espaços também como empreendedora. Se em 2001 o total de mulheres à frente dos negócios era de 29%, em 2017 esse número já representa 32% dos empreendedores no geral.

Você pode conferir a pesquisa completa sobre o perfil empreendedor clicando aqui

Você faz ou fará parte de alguma destas estatísticas?

MERCADO DE SALGADOS: O ESPAÇO ABERTO PARA SALGADEIRAS E SALGADEIROS

Afinal, porque participar deste mercado? O salgado é a grande paixão do brasileiro, portanto, além de ser procurado por seu sabor, também é muito comprado pela praticidade como já dissemos. Um empreendedor do mercado de salgados aproveita das melhores receitas para satisfazer seus consumidores naqueles momentos em que cozinhar ou fazer uma refeição mais demorada não são opção. Isso sem contar o enorme contingente de pessoas que procuram uma maneira rápida e barata de se alimentar na rua durante o dia e os salgados se encaixam com perfeição nesse perfil de consumidor.

COMO TER SUCESSO NO MERCADO DE SALGADOS

Para ter sucesso nesse mercado há uma palavra mágica: investimento! Se você pretende ter um negócio que cresça, é preciso investir, e aqui não estamos falando só de dinheiro, embora este seja o investimento principal: invista em tempo, pesquisa, tecnologia. Para começar a atuar como gente grande, procure regularizar o seu negócio e tenha um CNPJ, se ainda está começando, abrir sua empresa como MEI – Micro Empreendedor Individual pode ser uma ótima opção, desta forma o processo é bem mais simples, barato e menos burocrático (www.portaldoempreendedor.gov.br).

Com uma empresa aberta e regularizada, você poderá realizar vendas para outras empresas, por exemplo, além de ter acesso a crédito, se necessário.

Além disso, quem decide empreender no mercado de salgados precisa se lembrar de 3 coisas importantíssimas:

1 - seus consumidores estão cada vez mais exigentes (em relação à qualidade, aos prazos e aos preços!);
2 - cada vez mais a alimentação rápida faz parte da rotina dos consumidores e da população como um todo;
3 - como em qualquer outro mercado, o ramo dos salgados exige rapidez e eficiência. Nesse sentido, a produção automática dos alimentos, ou seja, a aquisição de uma máquina de salgados, que otimiza a produção e eleva a qualidade do produto, é uma ótima opção para fazer o negócio crescer.

COMO A MÁQUINA DE SALGADOS CONTRIBUI PARA O CRESCIMENTO DO NEGÓCIO

A máquina de salgados substitui a produção manual com vantagens, por ser mais rápida, melhorar a higiene durante o processo produtivo, a qualidade e a padronização dos produtos, em uma excelente relação custo-benefício.

Com uma máquina, é possível expandir seu empreendimento produzindo para públicos nas mais diversas ocasiões e assim diversificar os ramos de atuação. Por exemplo, se você já produz salgados e vende em algum ponto físico, ao adquirir uma máquina de salgados será possível também produzir salgadinhos menores com rapidez e flexibilidade perfeitos para serem comercializados por encomenda em festas e eventos, em datas comemorativas ou até mesmo diversificar seu cardápio e ganhar destaque no mercado por alguma ideia diferente e inovadora de salgado e/ou de recheio! Já ouviram falar de coxinhas doces?

A máquina de salgados é versátil e pode produzir diversos tipos e formatos -bolinha, croquete, coxinha, kibe, para citar alguns, inclusive com recheios diferentes, além de doces e biscoitos, por exemplo. Mais produtos fabricados em menos tempo = aumento das vendas. E você ainda tem tempo para pesquisar novas receitas, conhecer melhor o seu público, identificar as tendências do setor, investir em marketing e divulgação do seu negócio.

É desta forma que a máquina de salgados pode contribuir para o crescimento da sua empresa!

NEGÓCIOS INOVADORES DO MERCADO DE SALGADOS

A marca “Tio Coxinha” da empreendedora Elisabete Monteiro, é um exemplo inspirador: a ideia surgiu depois que ela decidiu fazer os salgadinhos da festa de 15 anos de sua filha. Logo após o acontecimento, seu marido soube da existência da máquina de salgados para rechear e formatar coxinhas e bolinhas de queijo, financiaram a máquina e começaram a vender mini salgados na feira do Rolo em Caraguatatuba, litoral de São Paulo. O negócio prosperou e hoje produzem 150 mil salgadinhos por dia e, além de sua loja própria, resolveram ampliar a atuação através de franquias e atualmente possuem 13 lojas franqueadas no litoral Norte e no Vale do Paraíba no estado de São Paulo

Como em qualquer outro negócio, é preciso pesquisar e planejar, mas que o ramo de alimentação é potencialmente lucrativo, não há dúvidas. Se quiser ajuda para entender melhor este mercado, fale conosco e conte com a experiência da Bralyx.