PASSO A PASSO PARA MONTAR UM KIT-FESTA

PASSO A PASSO PARA MONTAR UM KIT-FESTA

Quem trabalha com produção de doces e salgados – e especialmente quem utiliza máquina de salgados na fabricação - tem muitas possibilidades de comercialização: pode vender para lanchonetes, padarias, restaurantes, direto para o consumidor final, ou ainda para buffets.

Hoje vamos falar de mais uma opção de venda que tem feito o maior sucesso, o kit-festa!

Esse é um modelo de negócios que tem conquistado muito mercado, porque facilita a vida de quem quer fazer uma bonita festa, mas não pode ou não quer investir na contratação de um buffet.

Se você produz salgados e ainda não tinha pensado nesse formato de venda, preste atenção nessas dicas!

O QUE É O KIT-FESTA?

O kit-festa é como uma festa pronta compacta. O cliente escolhe em um cardápio o que ele quer ter na festa e recebe um kit feito para atender a um determinado número de pessoas com os produtos escolhidos: bolo, salgados, doces, bebidas, descartáveis, decoração e o que mais a sua criatividade oferecer.

A aceitação do kit-festa tem aumentado porque esta é uma forma muita prática e rápida de montar uma festa. O cliente consegue resolver, em poucos minutos, o que levaria às vezes dias inteiros se seguisse o padrão tradicional de comprar o bolo e doces em um lugar, salgados em outro, e ainda tivesse que procurar por decoração e dar um pulo ao mercado para providenciar os descartáveis. Ufa! Que trabalheira você economizou para o seu cliente.

QUEM COMPRA?

As pessoas que compram um kit-festa querem economia e praticidade, sem abrir mão de uma boa celebração. Além de buscar sabor em seus doces e salgados, também desejam que eles sejam padronizados e tenham uma boa aparência (quem utiliza máquina para fabricar os salgados está em vantagem nesses quesitos).

Mães e pais ou escolinhas que preparam festas para crianças também são potenciais clientes do mercado de festas prontas.

Além deles, responsáveis por confraternizações de empresas e organizadores de eventos e de reuniões também procuram bastante pelo serviço.

Apesar do leque, a melhor ideia, a princípio, é escolher um público alvo, conhecer suas preferências e atendê-lo com o máximo de qualidade. Amplie seu alcance apenas quando estiver totalmente preparada.

COMO MONTAR UM NEGÓCIO DE DOCES E SALGADOS PARA KIT-FESTA?

Há algumas diferenças a considerar na hora de montar um negócio de kit-festa. A principal questão é oferecer praticidade. Imagine-se em uma festa e pense em tudo que pode facilitar a vida do cliente: talher para cortar e servir o bolo, velas, caixa de fósforos para acender as velas. Além da qualidade do que você faz, é nos detalhes que você vai conquistar o cliente!

Veja abaixo como planejar o seu negócio de kit-festas para que ele seja um sucesso!

1. Cuidado com o armazenamento
Os salgados já devem estar fritos ou assados, então o cuidado com armazenamento e conservação é fundamental para que o cliente consiga saborear o produto fresquinho.

2. Cálculo do gasto para a produção de cada item vendido
O valor pode variar conforme o tipo de doce e de salgado e também conforme a quantidade encomendada ou quanto ao tipo de kit-festa pedido. Faça as contas considerando o que você gasta e antes de fechar o preço de venda faça uma pesquisa na concorrência para ver se o valor está adequado – nem muito caro que espante os clientes, nem muito barato que desvalorize o seu trabalho. Não se esqueça de colocar as horas de trabalho no cálculo, isso é muito importante. Caso você faça os salgados e doces utilizando máquina, esse tempo é reduzido e, por consequência, o custo é menor.

3. Cálculo da capacidade de produção
Cuidado para não se comprometer com mais do que você consegue entregar. Se você faz os produtos manualmente, sem o auxílio de maquinário específico para a produção dos salgados e doces, precisa considerar o tempo de produção no momento da venda. Calcule o limite máximo de produto que você consegue produzir diariamente e, se você percebe que tem uma demanda maior do que consegue atender, considere investir em uma máquina de salgados para aumentar a produção e lucrar ainda mais.

4. Definição do mix do kit-festa
Alguns salgados e doces são tão populares que não podem faltar - coxinhas e brigadeiros, por exemplo, não saem de moda. Mas há inúmeras opções para você oferecer, e aqui vale até segmentar: por que não trabalhar com um cardápio vegetariano ou vegano, por exemplo?
A segmentação, aliás, é um diferencial para o seu negócio. Há inúmeras possibilidades para o kit-festa. A festa pode ser romântica, glamourosa, elegante, despojada, roqueira, para fãs de esportes, com personagens infantis. Quanto mais você deixar solta a criatividade, melhor o resultado. E todos os produtos devem estar de acordo com o tema escolhido. Kit-festa para fãs de cinema? Pipoca é obrigatório, mas também jujubas, cachorro-quente e, na decoração, itens que remetam a filmes.
Vale até pensar em um cardápio mais elaborado, desde que seja prático de ser servido. Praticidade, aliás, é palavra-chave quando falamos de kit-festa!

MÁQUINA DE SALGADOS: UMA ALIADA IMPORTANTE

E falando em padronizar seus doces e salgados... Uma máquina de salgados é ótima opção! Fazer este investimento pode ajudar no pontapé inicial do seu negócio de kits-festa. Com uma máquina de salgados você produz um cardápio completo, tanto de salgados como de doces, e trabalha com a mesma praticidade que você está oferecendo.

As suas melhores receitas vão para a máquina, que distribui o recheio e a massa do seu salgado na quantidade certa e produz todas as unidades no mesmo tamanho e formato que você determinar. Ter uma máquina de salgados aumenta a produtividade e permite que você receba mais encomendas e produza em escalas ainda maiores.

CUIDADOS COM A ENTREGA

De nada adianta cuidar de todo o processo de fabricação e pisar na bola justo na entrega. Se você não tem carro e vai ter que terceirizar o serviço, cuidado na escolha do fornecedor. Contrate alguém de confiança, porque esta é uma fase muito delicada do trabalho.

Lembre-se, a festa será entregue pronta! Os salgados vão ser entregues fritos e/ou assados e devem estar, de preferência, ainda quentes. Para manter a qualidade, invista em embalagens de qualidade feitas de isopor ou papel alumínio, que mantém o calor e a umidade do produto – nada pior do que comer um salgado ressecado.

O bolo e os docinhos também devem estar em embalagens adequadas. Procure padronizar o bolo para que tenha o mesmo tamanho da embalagem, isso evita o risco dele ficar dançando na caixa e chegar destruído.

Entregue no horário combinado! Não pode haver atrasos e os produtos têm que estar bem arrumados para que chegue tudo como conforme planejado.

DIFERENCIE-SE

Qualidade é obrigação, não é diferencial!

Para conquistar o cliente, invista em embalagens personalizadas. Pense na emoção de quem comprou um kit-festa ao abrir uma caixa com o seu nome impresso (você pode usar etiquetas para fazer isso!) ou uma lembrança especial.

Isso vai fazer seu cliente perceber que o kit foi pensado com carinho e exclusividade para ele, que com certeza lembrará de você numa próxima festa ou mesmo na hora de indicar seus serviços.

Sucesso!

 

 

QUER SABER MAIS SOBRE NOSSAS MÁQUINAS?
AQUI VOCÊ PODE falar conosco ou nos enviar uma mensagem!